Os vampiros da Baía secreta

05
Jul 08

Eras tu, Mulher!

 

Procurei-te em vários lugares.
Em bosques encantados,
em grutas de fantasmas assombrados...
Tentei tudo para te alcançar,
invoquei a magia das fadas,
fiz feitiços com o luar,
mas, nada me levou até ti.
Toquei rostos,
ouvi músicas.
pintei quadros com aguarelas
de sonhos e ilusões de crianças,
vendo no seu rosto ingenuidade
carinho, doçura e conforto,
mas, também não estavas aí...
Depois, parei, ouvi e senti.
Ouvi murmurar a tua voz
baixinho como uma brisa,
ténue como a luz do Sol
ao anoitecer,
senti de ti um aroma de flores
tímido e assustado
dizendo-me que eras tu, Madalena!
Finalmente percebi
que tu estavas ali,

Estarás, sempre nos meus olhos,
e irei gostar sempre de ti,

Estejas tu, onde estiveres!

 

Cristóvão Marquez

                        23-12-2007

publicado por crimenobairro às 16:54

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores

comentários recentes
http://intervaloparacafe.blogs.sapo.pt está a torn...
Olá,É só para desejar umas Boas Festas e um óptimo...
Quem identificar o pais, que serviu de inspiração ...
esquecemo-nos com frequência, que a determinação t...
Adorei,mesmo,e já a segunda vez que deixo comentár...
Adorei este poema, talvez porque me diga algo rela...