Os vampiros da Baía secreta

05
Jul 08

             Mulher 

 

Mulher cor da vida,

de uma sociedade em democracia.

Mulher lírio de pântanos cinzentos,

como a rosa de pérolas perfumadas,

no seio de um jardim maltratado.

Ser-se tão feminina, querida e bela,

única em dar luz, a rebentos puros de vida.

Só o machismo de rochedos te maltratam,

não permitindo a libertação,

das correntes do isolamento.

És única no poder de sedução,

és inteligente na ambição.

Seduzindo a sociedade com delicadeza,

libertando-te para a competitividade,

pl’ a profissionalização.

Oferecemo-vos uma rosa,

Como símbolo da razão. 

 

Cristóvão Marquez

8 de Março de 2004

 

 

publicado por crimenobairro às 16:15

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores

comentários recentes
http://intervaloparacafe.blogs.sapo.pt está a torn...
Olá,É só para desejar umas Boas Festas e um óptimo...
Quem identificar o pais, que serviu de inspiração ...
esquecemo-nos com frequência, que a determinação t...
Adorei,mesmo,e já a segunda vez que deixo comentár...
Adorei este poema, talvez porque me diga algo rela...